quinta-feira, 2 de abril de 2009

A Elegância

A ELEGÂNCIA DO COMPORTAMENTO

Existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento.
É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples obrigado diante de uma gentileza.
É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto.
É uma elegância desobrigada.
É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam. Nas pessoas que escutam mais do que falam.
E quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no boca a boca.
É possível detectá-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir a frentistas, por exemplo.
Nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros.
É possível detectá-la em pessoas pontuais.
Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem presenteia fora das datas festivas, é quem cumpre o que promete e, ao receber uma ligação, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando e só depois manda dizer se está ou não está.
Oferecer flores é sempre elegante.
É elegante não ficar espaçoso demais.
É elegante você fazer algo por alguém, e este alguém jamais saber o que você teve que se arrebentar para o fazer... porém, é elegante reconhecer o esforço, a amizade e as qualidades dos outros.
É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao outro.
É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais.
É elegante retribuir carinho e solidariedade.
É elegante o silêncio, diante de uma rejeição...
Sobrenome, jóias e nariz empinado não substituem a elegância do gesto.
Não há livro que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo, a estar nele de uma forma não arrogante.
É elegante a gentileza.
Atitudes gentis falam mais que mil imagens... Abrir a porta para alguém é muito elegante...
Dar o lugar para alguém sentar... é muito elegante...
Sorrir, sempre é muito elegante e faz um bem danado para a alma... Oferecer ajuda... é muito elegante... Olhar nos olhos, ao conversar é essencialmente elegante...
Pode-se tentar capturar esta delicadeza natural pela observação, mas tentar imitá-la é improdutivo.
A saída é desenvolver em si mesmo a arte de conviver, que independe de status social: Se os amigos não merecem uma certa cordialidade, os desafetos é que não irão desfrutá-la.




Adaptação de texto extraído do Livro: EDUCAÇÃO ENFERRUJA POR FALTA DE USO [pintor francês e deficiente físico, Henri TOULOUSE LAUTREC] (1864-1901).

14 comentários:

Leo Cavalcante fotografia disse...

Perfeito!

Ana disse...

Oi Renata...adorei o texto!!!Disse tudo...

Bjus
Ana Maria
blog jeito de casa

oessencialpraviver disse...

Querida que texto maravilhoso, concordo com voce quando diz que olhar nos olhos e essencialmente elegante coisa nao muito comum por ai,ja havia pensado em escrever sobre a questao da educacao mas este texto foi perfeito falta elegancia por todos os lados, nas atitudes, e nos sentimentos aaafff que mundo e esse, obrigado, por nos fazer pensar a respeito beijinhos...

Rosi disse...

O layout ficou ótimo!!

Faniquito disse...

Oii Renata !!!

Esse texto está perfeito e traduz com exatidão...algo tão simples e que todos deveriam praticar.Mas vc já reparou que está cada vez mais rara?!? Eu percebo que as pessoas conhecem a teoria mas são cada vez mais poucas as pessoas que a utilizam.:)

Qdo muito o que encontramos é um "politicamente correto" nas relações sociais... elegancia no conceito da palavra...está raro.:)

Enfim!!! Uma hora isso muda! :)

Beijinhos

Ana

Jaqueline disse...

Oi Rê...lindo texto.Deixo aqui registrado que você teve também extrema elegância ao dar os devidos créditos ao autor.Parabéns!!

Grande beijo!

Lourdes Sabioni disse...

Lindooooo!!! Espero ser elegante também fazer o que eu faço todos os dias : -Repenso atitudes, pensamentos e palavras e se precisar, não sinto vergonha de voltar atrás ou pedir perdão.Bjokas

Ozenilda Amorim disse...

Bem apropriado o texto e eu o resumiria apenas por essa afirmação:

"Não há livro que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo, a estar nele de uma forma não arrogante."

Depois disso não recisa se dizer mais nada.

;

Catequista Sheila disse...

Bom dia, Renata
eu já usei esse layout e já escrevi um texto parecido com esse no meu blog... rs
acho que temos alguma afinidade, isto é, temos bom gosto! rs
passei para desejar um ótimo final de semana!
bjinhs e fique com Deus.

BRUXINHA disse...

Renata , lindo e verdadeiro , adorei !
bjs Leila

Cristiana Fonseca disse...

Elegância é sinônimo de Re Barillari.
Teu blog esta magnífico, tua arte sublime.
Renata agradeço o convite irei participar sim, voltarei logo mais com mais tempo para poder ver as regras.
Quanto a bonequinha de luxo eu a desenhei esta logo a baixo da postagem que vc comentou.
Obrigada pela doce visita e pelas gentis palavras.
Beijos,
Crisfonseca

brasildobem disse...

Ótimo texto e de uma simplicidade deveras elegante, como isso é bonito.
Bjs.
Janeisa

Janete Pimenta disse...

Adorei esse texto...acho q vou copiar...
Principalmente que vejo tanta gente achando que é chic ou fina porque falam em algumas "grifes", isso é fácil, é ter $$$ pra comprar(falo isso, mas eu sou meio perua e adoro grife, o problema não é esse, e sim acharem que SÓ ISSO é sinônimo de educação), mas o básico que é ter educação, ser cortês, ser polida no tratamento as pessoas, simplesmente são atitudes desconhecidas para alguns, infelizmente!
beijos
Janete

VERA DERENUSSON disse...

Oi Renata....a elegãncia esta na alma....bjus

LinkWithin

http://rebarillari.blogspot.com/2008/04/esse-trabalho-me-deu-muita-satisfao.html